Israel – O Estado Mais Racista do Mundo

Demonstrações racistas contra os imigrantes Sudaneses em Israel, designados de ‘infiltradores’, mostram que o racismo do Estado de Israel continua a influenciar a sua população, e contagia os seus habitantes com xenofobia e ultra-nacionalismo. É interessante ver que o Estado de Israel está pronto a albergar Judeus- desde que não sejam negros.

Partilhar Artigo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on google
Google+
Artigos recentes
Inscreva-se no blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para se inscrever neste blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

Join 326 other subscribers

Número de visualizações
  • 1.099.309 hits

6 respostas

  1. Israel, criaram um pais em 50 anos e fizeram mais do que quem lá estava há seculos. São uma potencia, com condiçoes de vida melhores que qualquer outro povo da regiao. Contribuem mais para a ciencia e tecnologias que todos os outros da regiao. Hoje em dia Tel Aviv é uma cidade que mete inveja a qualqer capital europeia. Querem o que? Islamitas malucos a circular livremente? va ppara a terrinha deles. Por incrivel que pareça, apesar de estar a ser talvez infatntil na maneira que esonho os meus anteriores argumentos, tenho um enoreme respeito ela cultura arabe, no entanto tambem respeito Israel, é um povo determinado, nacionalista e extremamente inteligente. Não é facil criar uma nação em 50 anos nas condiçoes deles. Ora nós estamos cá á 1100 anos na penuria…
    Saudaçoes.

    1. Nota-se… A Alemanha de Hitler também mete inveja a muita gente – ainda hoje! – é gabada a todo o momento e nos mais diversos aspectos (indústria, tecnologia, auto-estradas, etc.). Palhaço.

Deixe o Seu Comentário!

%d bloggers like this: