As Vítimas da Guerra ao Terror e do 11 de Setembro

Os atentados do 11 de Setembro foram utilizados como pretexto para invadir pelo menos dois países soberanos, o Iraque e Afeganistão, e desencadeou operações militares em muitos outros, como o Iémen e o Paquistão. Este gráfico ilustra a natureza fraudulenta da ‘Guerra ao Terror’.

Partilhar Artigo

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on google
Google+
Artigos recentes
Inscreva-se no blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para se inscrever neste blog e receber notificações de novos posts por e-mail.

Join 326 other subscribers

Número de visualizações
  • 1.099.347 hits

Uma resposta

  1. As vítimas de civis iraquianos e de civis no Afeganistão não são vítimas de guerra alguma. São vítimas de assassínos por parte de fanáticos islâmicos que querem matar membros da outra facção. Tanto é que não existe hoje nenhuma presença militar americana no Iraque e as mortes continuam todos os dias.

Deixe o Seu Comentário!

%d bloggers like this: