Decisão de Trump faz com que Bill Gates se Torne no Maior Financiador da OMS

Nota Prévia (adicionada a 27 de Fevereiro de 2021)- esta notícia foi avaliada pelo Polígrafo, a legitimidade, qualidade e rigor do qual na sua condição de auto-proclamado fiscalizador da veracidade, ou falta dela, das notícias não vamos nem avaliar nem discutir aqui, como sendo “Verdade, mas…” estando esse exercício de fiscalização disponível aqui. A ressalva dada parece fazer sentido, e é que esta notícia só será verifica uma vez que o financiamento dos EUA à OMS seja efetivamente retirado. Última adenda- podemos prever com alguma certeza que a nova administração do governo dos EUA, presidida por Joe Biden, irá reverter várias decisões de caracter isolacionista da administração de Donald Trump, sendo esta umas dessas decisões, ou seja, é previsível que a fundação Bill and Melinda Gates permaneça como o segundo maior financiador da OMS, mas sendo que, sendo esta uma fundação privada, a segunda posição é mesmo assim notória quando vemos que a lista é composta por Estados soberanos poderosos e ricos como a China, por exemplo.

Depois de ter por várias vezes ameaçado a Organização Mundial de Saúde (OMS), que acusa de ter lidado mal com a pandemia do COVID-19, Trump anunciou a 28 de Maio de 2020 que vai efetivamente cortar todo o financiamento do Governo Federal dos Estados Unidos da América à OMS.

Mas o maior financiador desta organização vai continuar a ser dos Estados Unidos da América. Como é possível? Simples. Antes da retirada do apoio financeiro agora anunciado por Trump, o segundo maior financiador não era um outro Estado que não os Estados Unidos da América, mas sim uma fundação, detida por um cidadão do mesmo país- Bill Gates, o segundo homem mais rico do mundo, depois de Jeff Bezos, com um total de 98 Mil Milhões de Dólares, e Bezos tendo “ligeiramente” mais, com 113 Mil Milhões de Dólares.

Homens mais Ricos do Mundo

Vejamos um gráfico, feito pela BBC mas contendo informação fornecida pela própria Organização Mundial de Saúde, com os maiores financiadores da organização nos anos 2018 e 2019. Vemos que a fundação de Bill Gates, a “Bill and Melinda Gates Foundation”, vem em segundo lugar. Com a retirada do financiamento Estatal dos Estados Unidos da América, ficará então, naturalmente, em primeiro lugar.

Financiadores da Organização Mundial de Saúde

Mas não existem certezas que Bill Gates vai permanecer como o segundo maior financiador da OMS. Outros países vão certamente tentar entrar no vácuo deixado pela decisão de Trump- em Abril de 2020, a China já tinha, tendo certamente previsto esta decisão de Trump antecipadamente, prometido doar mais 30 Milhões de Dólares à Organização Mundial de Saúde.

Bill Gates e a Pandemia

Já o interesse de Bill Gates em financiar a OMS, sendo que a sua tendência para tentar beneficiar financeiramente de todas as atividades em que participa é já mundialmente famosa, permanece algo ambíguo, e alvo de todo o tipo de especulação e teorias. Um dos mais brilhantes pesquisadores da sua geração, James Corbett, tem feito uma série documental na qual reúne uma série de elementos fascinantes que podem ajudar a responder à pergunta. A série de vídeos, em Inglês, estão disponíveis aqui:

2 respostas

  1. Caro João
    neste e noutros aspectos ando completamente às aranhas
    ‘porrada neles’ ‘força na verga’
    abraço Luís

Leave a Reply

%d bloggers like this: